Página Inicial |E-mail |Feed |Twitter |Facebook |Google+

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Paixão nacional

Já na Grécia Antiga, a bunda feminina era apreciada. No Brasil, não há dúvidas de que se trata da paixão nacional. E todos concordam que a brasileira tem um bumbum de respeito, né? Segundo o antropólogo Gilberto Freyre, tal perfeição é fruto da miscigenação iniciada nas senzalas nos séculos XVII e XVIII. Entretanto, para os ingleses (sempre os ingleses), ninguém barra a Autsrália. E eles comprovam tal afirmação matematicamente. Uma equipe da Universidade de Manchester desenvolveu uma fórmula para calcular a perfeição:


(FORMATO + CURVATURA) x (BALANÇO + FIRMEZA) / (TEXTURA DA PELE + PROPORÇÃO ENTRE QUADRIL E CINTURA)

Cálculos malucos a parte, certo é que, quando crianças, meninos e meninas possuem bundas semelhantes. Somente na adolescência, e por resultado da ação do estrogênio (hormônio feminino), é que a diferença se torna visível. A gordura, então, se acumula nos quadris, tornando-se uma reserva de energia da mulher para a gravidez e a amamentação.

Mas, por que os homens gostam tanto do derrière feminino? Antropólogos dizem que tal atração sexual vem dos ancestrais. Como o acasalamento era feito por trás, a bunda era o chamariz para os antigos primatas. 


O GUIA DO TAPA
Revista VIP, fevereiro/2010, pág. 73
No momento certo, e do jeito certo, algumas mulheres (pelo menos as normais, como diria Nelson Rodrigues) aprovam um tapinha ou outro no bumbum. O segredo é controlar a força e ter certeza que a gata está a fim. O milenar manual indiano Kama Sutra ensina técnicas para o bom tapa.

A HORA CERTA
Quase no fim da relação sexual

COMO BATER
Tapas e apertadas devem ser intercalados com uma força considerável até o orgasmo. Segundo o Kama Sutra, nesse momento, os gemidos após cada tapa devem tentar imitar o som de uma codorna ou de um ganso (como é que faz mesmo uma codorna?). Mas recomendamos evitar essa parte.

A BUNDA CONTRA-ATACA
Depois de tanto levar tapa, a bunda decidiu se vingar. No Rio, as Tequileiras do Funk escolhem um fã na plateia para espancá-lo no palco com o traseiro. Débora, Beatriz e Cláudia Vulcão deixam o camarada sentado no chão, enroscam a perna em torno da cabeça do coitado e o golpeiam impiedosamente com a bunda. segundo as funqueiras, alguns ficam tontos e nem conseguem se levantar.

E aí? O que vocês acham?
Beijo Rouge

24 comentários:

LEO disse...

bem vou recortar suas dicas e tentar aplicar!
Eu gosto tanto de bunda q ate lancei a campanha:
BUND@ L@RGA PARA TODOS!
bjsss
E FELIZ PASCOA A VC E A TODOS OS SEUS LEITORES!
LEO

Léia disse...

Muito interessante essas dicas, mas achei muito engraçada a parte da codorna, to tentando lembrar como ela faz hahaha.

Beijos Dani
Adorei seu blog, parabéns
Feliz Páscoa

Andarilho disse...

Hahahah, não conhecia essa revanche da bunda pela funkeiras. Não me admira o cara sair tonto, depois de tanta bundada, hahaha.

Babi Cardozo disse...

hahahahaha muito bom Dani!!!

Como carioca da gema e contra essa salada de fruta funkeira esse video me deixa extremamente envergonhada! fazer o q né? hahahahah

Bjos volupiosos!

Dama de Cinzas disse...

Realmente a paixão nacional é bumbum e ainda bem que tenho o meu que é um ponto forte em mim... ahahah...

Mas sinceramente essa coisa de homem dá tapinha na bunda da mulher no ato sexual, acho um saco... rs... Homem tem mão pesada então quando ele tá excitado perde totalmente a noção da força e desce o cacete. Caralho! Vai bater na mãe dele... ahahah... Mas um tapinha de leve, quando bem feito é legal, só que minhas experiências não foram boas... rs

Beijocas

█► JOTA ENE ◄█ disse...

Que inveja desse cara do video, rs

BJOO e BOA PASCOA

mulherpolvo disse...

tapa bom é de mão aberta!!
agora, tem que saber fazer, néam, quérida?!
eu a-do-ro!!!

Sentimental ♥ disse...

na próxima vida quero vir homem pra saber o pq dessa fixação pela bunda... rs
bjs

Luna Sanchez disse...

Dani, mas por que só no final???!!!

Nada disso! No início e no meio também cai bem demais!

(Falou a pervertida...ahahaha)

Beijos, boa Páscoa, flor!

ℓυηα

Entre o Real e o Virtual disse...

Dani,
Nunca tive vontade de levar tapinhas na bunda. Será que é bom mesmo? Agora até fiquei curiosa! hahaha

beijão,
Gi.

aldrey disse...

Eu to frita com essa preferencia kkkkkkkkk,sem bunda imagina??bjs

DF disse...

Maninha eu não preciso dizer nada ne!
Com a mala que tenho!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
um tapinha bem de vagarinho é legal!
Mas não é pra descer a porrada não viu meninos!
Dor acaba com o tesão!

A Madrasta Má disse...

Uhuuuuuuuuuuuuuuuu adorei as dicas!!!!
Que vídeo!!!!!!!!!!
bjinhos da Madrasta!

carol sakurá disse...

Muito bom,Dani!
Eu gosto de um tapinha da foto 4.
Mas,o funk é dureza...ahahahah!
Bjs!

O Clube das Calcinhas disse...

Como diria o maior filósofo de todos os tempos, infelizmente de nome desconhecido... "Dói, um tapinha não dói. Um tapinha não dói. Um tapinha não dói. Só um tapinha!" Genial! Mas com a minha bundinha cretina eu não vou muito longe...

Beijo,
Gabi

Calcinhas

exoticlic.com disse...

o video foi removido

=/

é legal uma amavel violencia sexual
chicotadas XD

heim puz seu banner no meu blog
façamos uma parceria =D

O Clube das Calcinhas disse...

Ei, Dani!!
Só respondendo ao seu recado... não nos importamos com o selo que vc fez para o nosso Clube. Pelo contrário, nós adoramos!!
Beijo,

Calcinhas

pontorouge disse...

Já troquei o vídeo.

beijo rouge

Dani

Luciana P. disse...

É difícil, Dani, bem difícil, a]mas pode existir esses milagres por aí, como esse casal do vídeo, rsrsrs.
Eu estou em 20 anos de casada e confesso que não tenho essa visão, hahahaha. Eu diria que, depois de um tempo, é suportável, tolerável e às vezes até bom, mas que é uma luta, ah, isso é.
Acho que quando a paixão se vai, mas o casal permanece junto é pq sobra cumplicidade, é isso!

Beijos, adorei o tema!

Dr. Muerte disse...

O garoto que apanha parece menor de idade, tanto que quando a tequileira pega a bebida, alguém na platéia faz sinal que não é para ela usá-la e ela obedece.

T I N I N disse...

De. Muerte...Tirou as palavras de mimha boca...
Pow, quem conhece meu Blog sabe, sou totalmente liberal,. tanto que abordo assuntos polemicos, mas este video, é baixaria, alem de que mew ,colocam um menor de idade para a vaga esfregar a buc...na cara dele...com tanto homem por ai , isto é revoltante...
Trabalho com menores vitimas de crimes, e recomheço um menor a disttancia.
Quantpo as dicas , adorei...
Uns tapinhas me excitam,,,Ja tive um romance que o cara me bateu muito, não com exagero na força, mas em tudo , pernas, xana, bumbum,,,cheguei em casa toda vermelha...hahaha
não nego...foi uma experiencia inesquecivel!
Beijosssss
T I N I N

Menina Misteriosa disse...

Adoro vir aqui... sempre aprendo alguma coisa...
=D

Beijo


http://meninamisteriosa.wordpress.com/
http://www.aceuabertodaboca.blogspot.com/

pontorouge disse...

Queridos,

O vídeo foi postado para ilustrar um comentário feito na matéria publicada e principalmente para saber o que vocês pensam a respeito. Isso não quer dizer que eu concorde com a prática ou tampouco queira promovê-la.

Todavia, não percebi que poderia tratar-se de um menor nas imagens. Na verdade, nem reparei nisso. Afinal, é proibida a entrada de menores em estabelecimentos como o apresentado.

Quem me conhece sabe do meu repúdio à pedofilia (posição essa já expressada em vários blogs amigos). Assisti ao vídeo novamete, prestando mais atenção. Como também fiquei na dúvida, prefiro tirar o vídeo do ar.

Agradeço a todos pela compreensão e pela participação

beijo rouge

Daniel Savio disse...

Hua, kkk, ha, ha, é realmente um fetiche (apesar do meu predileto ser os seios volumosos)...

Um tapinha é bom, mas sem cair para o espancamento gratuito.

Fique com Deus, menina Dani.
Um abraço.

Postar um comentário

Obrigada pela visita!